Pet Show (1)

De quinta a domingo da semana passada (22 a 25/03) aconteceu a II Pet Show, uma feira voltada para o mercado pet (link aqui). O foco é mais para pet shops e veterinários, mas também tinha outras coisas que me interessavam, como algumas palestras, campeonato de raças e de agility, então fui lá conferir.

Este post é sobre quinta, terão mais dois,  sobre sábado e domingo.
Chegando lá eu assisti a uma palestra sobre legislação, mas não foi muito legal. A próxima palestra que eu queria ver era só no final da tarde, então fui dar uma volta.

Em um pavilhão estava a parte mais comercial, com produtos, livros, estandes de pet shops, etc. No outro pavilhão estavam algumas associações, e o espaço do campeonato. Uma das associações que me chamou a atenção foi a Anjo de Patas (procurei o site do folheto na internet para colocar o link aqui, mas não achei). Eles utilizam a Terapia Assistida por Animais para ajudar crianças com problemas de aprendizagem, idosos e pacientes hospitalares. Conversei um pouco com a psicopedagoga do projeto e ela me explicou como funciona a parte educacional. Os cães participam das sessões como fator motivacional para as crianças, elas aprendem a ler para ensinar os cães a lerem, ou mesmo ler histórias para eles. Perguntei sobre o treinamento, ela disse que os cães passam por um adestramento de comandos básicos, mas que é um pouco diferente do treinamento normal, específico para cães de terapia.

Os dois cães que estavam lá são muito fofos, e enormes. Mas eles são muito dóceis, deixavam todo mundo fazer carinho.
O branco é um Samoyeda macho, bem bonitão! E a preta é uma Terra Nova fêmea.

Depois eu fui ver uma demonstração de obediência com soldados e cães do exército. Tinha Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois, Rottweiler e Doberman. Eles eram lindos, e muito obedientes, menos a Rottweiler fêmea, acho que ela era mais novinha, e bastante agitada. Eles fizeram coisas básicas, como sentar, deitar e algumas mais elaboradas, como pular a perna do soldado, ou por cima dele.

Por última assisti a uma palestra sobre cães guia. Essa foi mais legal que a outra. A palestrante é presidente da Associação Cães Guia, ela explicou um pouco como é o treinamento, que também é mais específico que o adestramento normal, como eles escolhem os filhotes, as diferentes fases da vida de um cão que se tornará guia e contou algumas histórias. Os adestradores precisam ter uma boa noção de mobilidade, e treinar os cães tendo em mente que a pessoa que ficará com eles não enxerga.
Deve ser um desafio grande, mas recompensador quando você forma uma dupla entre cão e deficiente visual que funciona bem. Eu tenho vontade de fazer o adestramento para cães guia ou para cães de terapia. Acho que posso usar meu trabalho para levar mais qualidade de vida às pessoas que precisam…

Ah! Também tinha exposição de gatos, e alguns gatinhos e cães para adotar. Foi difícil controlar o instinto Felícia (aquela do Tiny Toons), eu queria apertar todos eles e trazê-los para casa! São tão fofinhos! Mas eu me comportei direitinho…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s